Peru muito mais que Machu Picchu

Peru fica "logo ali", em menos de quatro horas de voo você chega de São Paulo na capital peruana, Lima. Cada vez mais esse destino torna-se popular entre os brasileiros, o que favorece a acessibilidade para esse destino, quanto maior a demanda, melhor ficam os preços das passagens aéreas :-)

O principal destino a ser procurado no Peru é Machu Picchu, a cidadela sagrada dos Incas que ficou preservada da destruição dos invasores espanhóis. Mas o post de hoje não vai ser para falar de Machu Picchu e sim de outra cidade localizada ao Sul do país e que fica a algumas horas de viagem de Cusco: Puno, a cidade que fica a beira do rio Titicaca.

Se você vai para o Peru saindo de avião do Brasil, a porta de entrada no país é a capital Lima. Da capital grande parte dos turistas pegam outro voo para chegar até a cidade de Cusco, essa cidade foi a antiga capital do império Inca, e atualmente é a "porta de entrada" para chegar até Machu Picchu. A maioria dos turistas seguem apenas essa rota, após visitar Machu Picchu retornam para Cusco, Lima e Brasil, deixando a oportunidade de conhecer as exóticas ilhas de Uros que ficam mais ao sul de Cusco. Uma das formas de se chegar de Cusco até Puno é através de um ônibus turístico, serão dezzzz horas de viagem, mas apesar da duração a viagem é prazerosa, pois ocorre diversas paradas ao longo do caminho.

O caminho de Cusco a Puno oferece lojas com ótimos preços para compras de artesanatos, se você ainda não comprou sua lembrança do Peru, aproveite esse momento e economize dinheiro fugindo dos preços inflacionados de Lima e Machu Picchu. Não espere ver em Puno uma cidade luxuosa, ela tem características simples, assim como Cusco.

Nosso destino em Puno é conhecer o lago Titicaca, lago navegável mais alto do mundo e as comunidades que vivem em ilhas no lago.

Titicaca

Considere que nesse ponto da viagem você vai estar na maior altitude, 3800 metros acima do nível do mar. É recomendável não comer algo muito pesado na noite anterior e evitar alimentos gordurosos, que junto com a altitude podem atrapalhar a digestão. Cuidado também com a ingestão de álcool, com a altitude a tendência é que os efeitos de bebidas alcoólicas cheguem mais rápido. Feita as orientações aproveite as belas paisagens e imersão cultural que o lago pode te propiciar.

A saída do hotel acontece por volta das 7hs da manhã e o retorno do passeio as 17hs. A navegação pelo lago passa pela Ilhas Flutuantes de Uros. São ilhas artificiais construídas com um material semelhante ao bambu, conhecidas pelo nome de Totora. Os moradores constroem as ilhas, suas casas, seus barcos e o artesanato com base na Totora. Nas ilhas não existe energia elétrica e nem água encanada, seu povo vive nos dias atuais como os antepassados viviam.

Se você gosta de levar de lembrança um carimbo no passaporte (assim como eu :)), uma das ilhas você pode pegar o carimbo no passaporte como lembrança da sua visita ao lago. Trata-se de um carimbo simbólico, assim como o carimbo que você pega em Machu Picchu, não tem impacto referente a sua imigração no país.

Saindo de Uros o barco navega até chegar a ilha de Taquile, fica um aviso que aqui você vai atravessar a ilha toda caminhando, devido a altitude essa caminhada pode ser cansativa. leve água, protetor solar e boa disposição. E faça o caminho no seu ritmo, sem forçar demais.


#peru #machupicchu #Uros #Taquile #oquefazernoPeru

You Might Also Like: